Há um pouco mais de um mês, fui chamada para ser colunista do portal Bike Ajuda e pensei “como posso contribuir?”. Tive a ideia de compartilhar minhas vivências relacionadas à bicicleta na cidade onde moro atualmente, Londres. Hoje, esta cidade tem em torno de 8.5 milhões de habitantes e o Transport for London (TFL) é a empresa governamental responsável por administrar o transporte na capital inglesa.

O TFL tem um programa chamado STARS (Sustainable Travel: Active, Responsible, Safe) que premia as escolas que promovem o transporte sustentável. Eu descobri o STARS pois sou voluntária em outro programa chamado Eco-Schools( Eco-Escolas) que promove a sustentabilidade dentro das escolas e uma das vertentes é o transporte sustentável, ou seja, eles incentivam que as crianças pedalem para a escola e até trazem profissionais para conversar com os alunos e treiná-los para usar esse meio transporte de maneira segura e responsável. Os estudantes também são incentivados a utilizar outros meios de transporte como: o patinete, a caminhada, esquema de caronas, etc.

Para participar as escolas precisam desenvolver sua própria política de transporte e compartilhar, além de incentivar seus alunos, pais e toda a comunidade escolar a se envolver. Depois da implantação desta política de transporte sustentável, eles calculam quantos alunos estão utilizando meios de transporte menos poluentes e qual foi a redução alcançada. Às vezes não precisa haver redução no caso das escolas nas quais a maioria dos alunos já utiliza meios alternativos de locomoção, mas mesmo assim é necessária a reflexão de como melhorar e o desenvolvimento de projetos e ações.

Algumas escolas oferecem café da manhã aos alunos que pedalam, outras oferecem treinamentos no intervalo do almoço, algumas organizam um dia em que vários alunos pedalam juntos acompanhados de pais, etc. É muito importante envolver toda a comunidade escolar, ou seja, todos os funcionários, pais, alunos e moradores do bairro. Se menos alunos utilizam o carro como meio de transporte, o tráfego ao redor da escola e bairro se tornará menos intenso e consequentemente a poluição também.

O programa STARS do TFL está diretamente ligada ao Healthy Schools (Escolas Saudáveis), um outro projeto que promove a alimentação saudável e prática de esporte entre os alunos. Pedalar, caminhar ou patinar até a escola é uma forma de exercício físico e contribui com o aprendizado das crianças e com um planeta melhor. Pensando nisso, é preciso que programas como esse que premiam as escolas que promovem o transporte sustentável se espalhem pelo mundo e não sejam somente aplicados em países que já são considerados desenvolvidos.  

É importante enfatizar que a premiação é contínua, isto é, eles incentivam as escolas a melhorar constantemente, para continuarem sendo premiados eles precisam apresentar e demonstrar que tem desenvolvido e aplicado uma política de transporte sustentável.  Nos documentos oficiais de educação, por exemplo, as escolas tem o dever de auxiliar seus alunos a se tornarem melhores cidadãos, promover o transporte sustentável é uma excelente maneira de trabalhar a cidadania pois estimula os alunos a pensar no coletivo, além de contribuir com a saúde do planeta e dos pequenos.

Esse vídeo em inglês conta um pouco sobre esse programa.

Gostou da ideia? Como você pode ajudar?  Se tiver filhos pense em conversar com outros pais, e funcionários da escola sobre como incentivar o transporte sustentável entre os alunos. É melhor para o futuro deles crescerem sendo cidadãos ativos do planeta. Se não for pai, assim como eu, faça sua parte não reclamando sobre as ciclovias e sim incentivando, ou oferecendo soluções. Você também pode conversar com amigos seus que são educadores ( pais ou professores) e compartilhar essa ideia tão necessária no mundo de hoje. Se quiser pode me perguntar e ajudarei com minha experiência.